segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

ESPELHO


Siga teu coração
Abra teu peito
Mesmo que perca a razão
e não faça nada direito.

Ouça a voz da intuição
Liberte tua alma
Saiba dizer não
Mas não abra mão da calma.

Deixe que a felicidade flua
Como um rio que corre pro mar
Passe a admirar a lua
E também o dom de amar

Enxergue em você
Além da imagem do espelho
Você não é aquilo que vê...
Ignore seus próprios conselhos!


Viva cada dia
Com o sorriso e o coração abertos
Chore... reclame... mas sorria!
Pois a felicidade está sempre por perto!

2 comentários:

Adolfo Payés disse...

Después de tanto tiempo, espero poder ponerme al día con todos y todas..
Recomenzar el año con la vida en brazos es lo mas bello del amor..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre...

Brunno Lopez disse...

Um poema otimista.
As palavras estão dançando uma música que você toca.
Vou ouvir o resto da sinfonia que embala seu blog.

Postar um comentário